Em visita ao Brasil no final de 2017, a jornalista Eva van Esch, do Partij voor de Dieren, confirmou o apoio à criação de um partido para os animais no país, somando-se ao PAN – Pessoas-Animais-Natureza (Portugal), PACMA (Espanha) e The Humane Party (EUA), entre outros que já manifestaram publicamente sua aprovação ao ANIMAIS – Primeiro Partido Animalista da América Latina.

O Partij voor de Dieren foi fundado há 15 anos e conta hoje com cinco cadeiras no parlamento, 50 parlamentares na Holanda e assento no Parlamento Europeu, sendo um dos 18 partidos animalistas no mundo. Foto: Divulgação PdvD

Vida melhor para os animais
“Seria maravilhoso que também houvesse um partido pelos animais no Brasil, pois no momento que vocês conquistarem seu partido político, vocês conquistam seus assentos e podem realmente mudar as leis e a vida dos animais para melhor”, garantiu Esch em encontro com o biólogo Frank Alarcón, porta-voz do Partido ANIMAIS. A jornalista refere que quando se está no parlamento, outros partidos percebem a importância da sua presença e tentam trabalhar mais pelos Direitos Animais.

Veja aqui a entrevista com Eva van Esch.

“Em todo o mundo, mais de uma dezena de países com bom esclarecimento político já entenderam que um partido é uma ferramenta necessária para a defesa dos vulneráveis – humanos e não-humanos. É de fundamental importância que os eleitores brasileiros percebam também a pertinência da campanha de coleta de assinaturas para reconhecimento formal do ANIMAIS enquanto partido político habilitado a concorrer a pleitos eleitorais no Executivo e no Legislativo”, reforçou Alarcón, ao fazer a chamada para o apoiamento ao partido.

Carne e desmatamento
Esch disse que a Holanda é um dos maiores importadores de carne brasileira e também tem uma grande indústria de carne. “Um dos grandes problemas que estamos enfrentando agora é a mudança climática. O desmatamento e a produção de soja no Brasil afeta o mundo todo, não somente o Brasil. É importante para o mundo mudar isso, e isso só pode ser mudado através da política.”

O Partido ANIMAIS precisa coletar 500 mil assinaturas para atender a exigência do TSE, e vem reunindo em todo o país apoio de diversos agentes políticos, ativistas e cidadãos comuns que reconhecem na iniciativa, uma ferramenta importante na luta por respeito e direitos aos animais não-humanos e ao meio ambiente em que todos estão (ou deveriam estar) inseridos.

Fundado em 2016, o ANIMAIS é constituído por 102 ativistas veganos, integrantes de mais de 20 ONGs e protetores de animais de 18 estados do Brasil.

Gelcira Teles (Articulação de Comunicação), com informações de Frank Alarcón.

Fotos: Divulgação PvdD