Na sexta-feira, 14 de julho, integrantes da Executiva do Partido ANIMAIS se reuniram em Brasília para receber as mais de 1.500 assinaturas recolhidas por Teresa Botarro (DF), da Articulação de Movimentos Sociais. Participaram do encontro o presidente Alexandre Gorga (DF), a vice-presidente Carolina Mourão (DF) e o porta-voz Frank Alarcón (RJ).

Entrega de assinaturas marca encontro da Executiva do ANIMAIS em Brasília

Centro Universitário do Distrito Federal (UDF)

Desde outubro de 2016, fundadores do ANIMAIS  recolhem assinaturas no RS, SP, RJ, MG, SC e DF.  Teresa revela que começou o trabalho em novembro no Centro Universitário do Distrito Federal (UDF), onde faz a coleta sozinha. “Os jovens são os que mais apresentam disponibilidade para cooperar”.  Segundo ela, “o segredo” é andar todos os dias com prancheta e fichas de apoiamento, e aproveitar cada oportunidade para recolher assinaturas. Teresa também coletou num evento nacional da Sociedade Teosófica, em Águas de São Pedro, SP. Lá recebeu apoio de pessoas que coletaram entre os amigos e enviaram as assinaturas por Sedex.

Para validar o registro do Partido ANIMAIS junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), são necessárias em torno de 500 mil assinaturas (ou 0,5% dos votos válidos na última eleição para a Câmara Federal), distribuídas em, pelo menos, nove estados da Federação. Vencida a fase burocrática, a coleta de assinaturas é a etapa mais trabalhosa para a oficialização do ANIMAIS – Primeiro Partido Animalista da América Latina.

O Brasil tem hoje 35 partidos, e 56 se cadastraram no TSE para obter o registro. Neste cenário, os proponentes do ANIMAIS têm um desafio e tanto pela frente: provocar uma revolução profunda em todas as áreas que patrocinam e estimulam a massiva exploração dos animais e do meio ambiente.

Saiba mais: http://animais.org.br/participe/coleta-de-assinaturas/

Por Gelcira Teles