O Partido ANIMAIS é o primeiro movimento político no Brasil visando a ampla defesa dos animais não-humanos em todas as suas representações biológicas. É constituído por 102 ativistas veganos, integrantes de mais de 20 ONGs e protetores independentes de 18 estados do Brasil.

A primeira reunião para construção coletiva do partido foi realizada em 13 de fevereiro, na Câmara de Vereadores de São Paulo, com a presença de 20 pessoas, entre protetores, ativistas, advogados e outros técnicos. Seguiram-se reuniões online em 30 de março, 11 de abril e 11 de julho, quando defensores dos animais de todo o Brasil uniram-se à iniciativa. Durante o período, os fundadores da legenda debateram o Estatuto e o Manifesto e elegeram sua primeira Comissão Executiva, composta por 10 articulações (Porta-Voz, Executiva, Organização, Comunicação, Jurídica, Parlamentar, Internacional, TI, Financeiro, Movimentos Sociais).
O registro no Cartório do Segundo Ofício do Distrito Federal foi apresentado em 15 de agosto. Em 27 de julho, a Comissão Pró-Fundação do Partido ANIMAIS publicou seu Estatuto e Programa/Manifesto no Diário Oficial da União (DOU). A obtenção do CNPJ, em 23 de setembro, tornou oficial a criação do primeiro partido animalista da América Latina e 14º do mundo.