O Ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, recebeu os participantes do Acampamento Animal 2017 no dia 9 de agosto. Representando o Instituto Luisa Mell, o biólogo Frank Alarcón (porta-voz do Partido ANIMAIS) solicitou o apoio pessoal de Kassab e institucional do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) para tramitação e sanção do PL 1798/2015. De autoria de Ricardo Izar Jr. (PP/SP), o projeto “proíbe o uso de animais não-humanos vivos nos estabelecimentos de ensino público e privado em todo o território nacional”.

Transparência do Concea e MCTIC
Alarcón também reivindicou transparência plena do Concea (Conselho Nacional de Controle da Experimentação Animal) e MCTIC no tocante ao número, origem, espécies e procedimentos a que são submetidos os animais “em torturas científicas realizadas com dinheiro público”. De acordo com o biólogo, esses dados deveriam constar do Ciuca (Cadastro das Instituições de Uso Científico de Animais), sistema informatizado do Concea que controla essas informações de forma sigilosa. Kassab manifestou concordância com a evolução nos métodos de ensino e prometeu colocar em discussão junto ao colegiado todas as reivindicações da Causa Animal.

Selo animal
Na presença do ministro, o presidente dos Correios, Guilherme Campos, comunicou o lançamento em 2018 de uma série de selos dedicada aos animais domésticos. Alarcón qualificou o gesto como singelo, mas que demonstra que esta pauta não é mais invisível. Lembrou ainda o uso de serviços dos Correios para remessa e tráfico de animais para dentro e fora do Brasil.

Gelcira Teles (Articulação de Comunicação), com informações de Frank Alarcón.