No dia 17 de novembro, integrantes da Comissão Executiva do Partido ANIMAIS se reúnem em Brasília para debater o início da coleta de assinaturas, entre outros assuntos.

Vencidas as etapas de cadastro de fundadores, elaboração do Manifesto e Estatuto, publicação no Diário Oficial da União, registro em cartório e obtenção do CNPJ, o Partido ANIMAIS chega à fase da coleta de 486.679 assinaturas válidas de cidadãos brasileiros apoiando a sua criação. Terá o prazo máximo de dois anos para recolher as assinaturas exigidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para que o registro da legenda seja efetivado.

A ficha de apoiamento e mais informações podem ser obtidas no site exclusivo para este fim: http://partido-animais.webnode.com/  e pelo email: animais8181@gmail.com.

De acordo com o biólogo Frank Alarcón, porta-voz de ANIMAIS, o partido difere inteiramente de outras legendas, cujas pautas apresentam-se como indefinidas ou superficiais. “ANIMAIS é constituído por ativistas veganos, integrantes de mais de 20 ONGs e protetores independentes de 18 estados do Brasil, estudiosos e especialistas diversos dedicados à defesa de animais não humanos em todas as suas variantes biológicas.” Segundo ele, a nova legenda busca integrar a defesa de vulneráveis à construção de uma realidade de maior justiça social para todos. “Os membros do ANIMAIS entendem que não é coerente discursar publicamente pela paz, justiça, respeito e não-violência e ignorar a existência de direitos fundamentais de animais (humanos e não humanos) e seu meio ambiente circundante”, complementa.